Saturday, May 8, 2010

molhos de nada

a forma
a cura
desfazermo-nos em pedaços de outras coisas
que não membros
que não órgãos
que não sangue
que não lava fervendo
expelida dos orifícios que nos perseguem
as vísceras;
fundirmo-nos em linhas
pontos negros
poços de gritos
molhos de nada

2 comments: