Monday, January 4, 2010

a saliva dos brancos

preciso que me adores
as unhas não chegam
o amor escapa-se
é feroz, não o ataques
animais dançando em cima do muro.
ri-te muito,
de mim e de ti
senta-te no outro banco
não neste
impregnado de sangue
pus
desalentos, não te sentes
inspira-me

4 comments:

  1. Oh Suuuu, sabias que gosto de ler isto?

    *

    ReplyDelete
  2. Adoro ler-te, em qualquer casa .)

    XinXin

    ReplyDelete
  3. Continua a ser uma constante surpresa que por sinal mto boa ler o que escreves!:)

    beijinhos;)

    ReplyDelete